Você cobra como sobrinhos para construir um site?

Encontrei um vídeo com excelente abordagem sobre orçamentos de uma homepage. A palestra do professor da Infset é mais focada em Webdesigners, mas acredito que todos que trabalham na área já se depararam num momento desses.

O também freelancer, Sandro Reiller, discute situações de primeiro contato com o cliente. O foco principal é aquela pergunta conhecida:

“Quanto você cobra por um site? Ele é simples, tem apenas alguns links, umas fotos e a história da empresa, uma animação básica em Flash. Coisa bem simples!”

Assim como meu ex-professor de faculdade, Rodrigo Mavu, Sandro comenta que os pseudo-designers(os sobrinhos) acabam com o mercado.

Alguns exemplos de como se portar nas reuniões de seus clientes são citados na palestra. Uma situação que eu até dei muita risada, foi a resposta do Sandro para um dentista que lhe solicitou um orçamento de um site simples:

“Quanto você cobra para cuidar da minha boca? Ela tem aproximadamente 32 dentes e uma língua normal. É uma boca simples.”

O foco desta etapa da palestra é mobilizar o cliente e impressioná-lo, criando uma situação que todo o designer e programador passa. Ele explica que não existe uma tabela. cada caso é um caso.

Esses e outros casos são expostos na palestra. Se você estiver interessado e disposto a assistir o video completo, confira na seção video do site da Infnet. O video possui a média de duas horas de duração. Com certeza não é nenhum tempo perdido. Aproveite suas horas vagas e saiba quanto cobrar pela sua prestação de serviço.
Aproveite, depois de assistir o vídeo, opinando nos comentários.

Fonte: Mateus SouzaQuanto cobrar por um site?

Obs: Em Dezembro do ano passado(2007), a INFO disponibilizou uma tabela de salários para as carreiras da nossa área.

14 ideias sobre “Você cobra como sobrinhos para construir um site?

  1. Opa assisti, gostei da palestra e não sei se vai acrescentar alguma coisa, mas o grande problema que vejo é que bons profissionais estão querendo competir com os sobrinhos, e essa não é a melhor estratégia. Eu gosto de defender a ideia de que a pessoa que me contratar para criar o seu site vai estar investindo em um projeto para ter retorno financeiro, não sou dono da verdade, mas tem me ajudado Blog Corporativo Porque Você Precisa de Um

  2. Pingback: Ausente do Blog, presente no Twitter e estudando ZF | Leo Caseiro

  3. Adorei seu blog.
    Realmente muitos de nós já passamos por essa situação, a parte mais complicada é conseguir bater um papo mais detalhado com o cliente pra dar um preço final.
    Muito bom, adorei..

  4. “É uma boca simples”.. ahah.. muito boa.
    Piadas a parte, esse é um assunto quase que determinante para o sucesso profissional de um profissional web.

    Com medo de perder aqueles “trezentinhos”, muitos acabam realizando o trabalho as vezes meia boca, assim, ajudando essa maré de sobrinhos se fortalecerem.

    Mais do que argumentos, devemos ter punho forte e buscar agregar valores ao nosso trabalho, não só no desenvolvimento, mas também ressaltar a importância na assessoria e na assistência permanente ao cliente.

Deixe uma resposta